quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Por que escrevo!!!

Uma vez, uma pessoa incrédula perguntou-me o seguinte:
-Professor, o senhor é Químico, mas escreve poesias?
Respondi:
-Sim, desde os meus sete anos! Devo ter escrito uns seiscentos textos, muitos que eu ainda não mostrei a ninguém!
E ela novamente disse:
-Mas se o senhor é de exatas, porque gosta de escrever?
E para finalizar, disse:
-Olhe, escrever é algo inexplicável...Para mim, a minha droga é a poesia...Meu rivotril da alma...Meu calmante...Escrever é algo inerente ao meu ser...


E ela não disse mais nada...Apenas sorriu! Nesse momento acredito que eu sintetizei da forma mais simples e verdadeira o real significado da poesia!

Rondó do Telhado de Vidro

Um joguete métrico com as palavras! Uma brincadeira cheia de realidade e pertinente sempre! Um dos meus devaneios poéticos mais interessantes! Métrica super difícil, mas satisfatória! Para quem gosta das clássicas!!


Não podes julgar?Mas julgas assim mesmo...
Ensinas moral?Mas praticas o erro...
Acusas: – Vejam o imoral!E continua fazendo...
Achas sensacional! Destilas veneno...

Não podes julgar?Mas julgas assim mesmo...
Ensinas moral?Mas praticas o erro...
Seu mundo em colapso...E você só correndo...
A saúde arruinada...Só melhoras benzendo...

Não podes julgar?Mas julgas assim mesmo...
Ensinas moral?Mas praticas o erro...
Mas há vida lá fora...Qual é seu intento?
Vais deixar para depois? Oras...tome tento!

Não podes julgar?Mas julgas assim mesmo...
Ensinas moral?Mas praticas o erro...
E o futebol do Brasil? Sumiu já faz tempo!
Nem isso restou! Baita descontento!

Não podes julgar?Mas julgas assim mesmo...
Ensinas moral?Mas praticas o erro...
O teu telhado de vidro...
E a tua moral um lamento...
Suplico-lhe: Pare! Ainda dá tempo!
Achas sensacional! Destilas veneno...
Esqueças o imoral!É você que continua fazendo...

Ronaldo Camillo Rigante  14/10/2016

Telhado de vidro







sábado, 8 de outubro de 2016

Fusão e fissão

Acordei inspirado hoje e compilei essa que há anos tinha guardado...aí está! Uma brincadeira entre o amor, a matemática e a química!

FISSÃO E  FUSÃO

O que é necessário para chamar sua atenção?
Um simples olhar teu é capaz de arrebatar meu coração!
Força destrutiva...aniquila minhas defesas..destruição!
Diga Deus, como me livrar desta sensação?

Improvável que o amor não possa ser recíproco!
Como apenas um pode amar?Equívoco?
Amor e desilusão...biunívocos...
O amor é lógico e cruel... da tristeza, unívoco...

“És imaterial..abstrato...da alma, agazão”
Inúmeras vezes descrito...E aindas cai coração?
Tolo..frágil...como adoras decepção?
Cerceador da lógica...assassino da razão...

Como se diante de todo cataclisma original...
Derivássemos nossa ínfima criação...
Qual a lógica pertinente então?
Da dilacerante e inevitável desilusão?

Criadas por ti...inconsequente fanfarrão...
Que tal como um átomo livre na imensidão...
Ao perceber um nêutron em sua direção...
Explode numa liberta reação...

E após a explosão desencadeada...
Nada segura a força abissal liberada...
Que como uma onda arrebenta a amurada...
E torna-o incapaz...alma dilacerada...

Mas, quando é corrrespondido o amor...
Nem o Universo é capaz se opor...
Os anjos pairam e parecem compor...
O júbilo é enebriante...Incrível estupor...

Nesse caso, só a Química tem explicação...
Quando os olhares se cruzam...reação...
E os dois incapazes, estabelecem conexão..
Imparável...incontrolável...indissociação...

Isso é mais que orgânico...sem explicação...
O tempo para..a lógica implode...sem ação...
Tal qual átomos na mesma rota, o coração...
Com o outro estabelece fusão...


Ronaldo Camillo Rigante   12/10/2003

Fissão e fusão

Fusão e fissão

Acordei inspirado hoje e compilei essa que há anos tinha guardado...aí está! Uma brincadeira entre o amor, a matemática e a química!

FISSÃO E  FUSÃO

O que é necessário para chamar sua atenção?
Um simples olhar teu é capaz de arrebatar meu coração!
Força destrutiva...aniquila minhas defesas..destruição!
Diga Deus, como me livrar desta sensação?

Improvável que o amor não possa ser recíproco!
Como apenas um pode amar?Equívoco?
Amor e desilusão...biunívocos...
O amor é lógico e cruel... da tristeza, unívoco...

“És imaterial..abstrato...da alma, agazão”
Inúmeras vezes descrito...E aindas cai coração?
Tolo..frágil...como adoras decepção?
Cerceador da lógica...assassino da razão...

Como se diante de todo cataclisma original...
Derivássemos nossa ínfima criação...
Qual a lógica pertinente então?
Da dilacerante e inevitável desilusão?

Criadas por ti...inconsequente fanfarrão...
Que tal como um átomo livre na imensidão...
Ao perceber um nêutron em sua direção...
Explode numa liberta reação...

E após a explosão desencadeada...
Nada segura a força abissal liberada...
Que como uma onda arrebenta a amurada...
E torna-o incapaz...alma dilacerada...

Mas, quando é corrrespondido o amor...
Nem o Universo é capaz se opor...
Os anjos pairam e parecem compor...
O júbilo é enebriante...Incrível estupor...

Nesse caso, só a Química tem explicação...
Quando os olhares se cruzam...reação...
E os dois incapazes, estabelecem conexão..
Imparável...incontrolável...indissociação...

Isso é mais que orgânico...sem explicação...
O tempo para..a lógica implode...sem ação...
Tal qual átomos na mesma rota, o coração...
Com o outro estabelece fusão...


Ronaldo Camillo Rigante   12/10/2003

Fissão e fusão

O Infinito!!

Essa eu escrevi no celular...deu trabalho mas valeu a pena...
O INFINITO
POR TRÁS DE TUDO SEMPRE EXISTIRÁ...
ALGO QUE POSSA SURPREENDER...
EMOCIONAR...FAZER VALER...
NUNCA DUVIDE DAQUILO QUE DESCONHECE...
NEM SEJA TOLO AO PONTO DE CRITICAR....
ACREDITE, NA VIDA O QUE ENVAIDECE...
É O QUE VAI TE FAZER ARREPENDER...
POIS NUNCA SABERÁ DE TUDO...
E SEMPRE HAVERÁ ALGO PARA CRER...
O DESCONHECIDO É SUrPREENDENTE...
A FORÇA MOTRIZ DA HUMANIDADE...
A BUSCA INCESSANTE DO ONISCIENTE...
O HUMANO TOLO E MORTAL...
CONFORMA-SE COM IDEIAS RESOLUTAS...
E ACABA TORNANDO-SE DESCRENTE...
ACREDITA SER CAPAZ DE TUDO...
E AFEIÇOA-SE COM O CONCRETO...
BOBO..TOLO...POUCO ASTUTO...
POIS,COMO NÃO CRER NO CRIADOR?
COMO NÃO CRER NO IMATERIAL?
COMO VIVER NUM MUNDO DE DOR?
SEM RAZÃO...FICA-SE AFLITO...
SEM AMOR...QUAL A RAZÃO?
COMO PODEMOS CRER NO INFINITO?
RONALDO CAMILLO RIGANTE 08/10/2016

infinito
Adicionar legenda
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PDF

Print Friendly and PDF