terça-feira, 30 de setembro de 2014

O romper d'aurora!

........O rompante d’aurora.....

“Encontrastes em teus lábios o sabor divinal...
Tal qual jamais sentistes igual...
Tu és meu repouso....regozijo natural...
Meu doce prazer...Sentimento colossal...”

Mas...quem merece o sofrimento alheio?
Podemos destruir corações?...implodir seu esteio?
Sois quem neste jogo da vida?...Jogaste-me ao escanteio?
Não...imploro-te...retorne....necessito do teu seio...

Sem tu nada sou... Miserável ser incapaz de amar...
Desesperado....desprovido...desgraçado...
Poeira ínfima....sem sentido...nasci para adorar...

Desafortunado o que pensas assim...não se valoriza...
Não se dá o devido valor... se criminaliza...
Deus o criastes com propósito... sem mais..banaliza...

Erga a cabeça e sacuda a poeira... “Faça-o agora!”
Lembre-se da sua importância... quem o valorizou outrora...
Sempre haverá outra pessoa melhor....v’ambora!
O melhor está reservado ali....no rompante d’aurora!

Ronaldo Camillo Rigante   24/03/2002

Aurora 



segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Lua Cheia

Lua Cheia
Dançarias comigo à luz da Lua?
Acompanhar-me-ias ao vislumbre Lunar?
Venhas...a noite espera...és apenas tua...
Não deixes meu coração desesperar...

Pois ele anseia por teu retorno...
Anseias pelo teu acalanto...
Se não vens... mau agouro...
Afoga-se em perpétuo pranto...

“Olhes...Deus fez a Lua para nós”
Não me deixe esperar por ti... Lamúria...
A placidez de sua solidão celestial é meu algoz...
Cada minuto a esperar por quem não vem...penúria...

Porque distanciastes de mim?
A distância machuca....ferida incendeia...
Não me esqueças...não deixe-me assim...
Sem ti...de nada vale a alva e linda Lua Cheia!

Mas compreendo sua partida com profunda dor...
A despedida é dilacerante...mas é real!
Deus em sua onisciência e amor...
Levastes do plano carnal ao espiritual....

Mas porque teve que partir neste ímpeto?
Porque fostes tão cedo? Coração vagueia...
Mas quando saudoso, olho ao infinito...
E sei que uma parte da sua luz....Compõe a luz da Lua Cheia!!

Ronaldo Camillo Rigante    02/08/2014


Lua 



terça-feira, 16 de setembro de 2014

Volúvel ou volátil??

Volúvel ou volátil?
Surpreendentemente fácil...
Constantemente indócil...
Indubitavelmente frívolo...
Intensamente inútil...

Compreendes qual?
Sim, és muito banal...
Chega ao extremo do desigual...
E ainda consideras o tal...

Insípida, turgida...sem sal...
Inócua, ínfima.....boçal...
Imatura, fria....anormal...
Inconsequente, decadente...sem moral....

Comporta-se hoje de uma forma...
Amanhã, muda..nem se importa....
Rock, reggae, samba, pop...se enrola....
Só vive de onda, mas nem chega a marola...

Ambígua....não sabe o que fazer....
Vive sem opinião...nasceu para obedecer...
Sua liberdade...livre arbítrio...não faz prevalecer...
Volúvel ou volátil? Pelo menos isso pode escolher!!


Ronaldo Camillo Rigante   - 15/09/2014

Volúvel

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Duro Metal

Duro metal.....

Aproprie-se do divino....Que mal podes fazer?
Abra a mente...Libere-se....tens o poder...

Bem – aventurados os que têm o poder de amar....
Ricos são aqueles que podem do outro regozijar...

O deleite d’alma não se encontra no duro metal...
A paz...a luz...a harmonia é uma dádiva divinal....

Farás fortuna... Impérios construirá....para quem?
Nada saciará tua gula...crescerá...ficarás para quem vem...

E quem vem, não dará valor...não há sabor de luta...
Ficarás no plano terreno tudo...gerarás disputa...

Teus descendentes brigarão pela sanha de poder...
E verás no altiplano as tuas conquistas esmorecer...

Isso é...se os Elíseos conseguir alcançar....
Lembre-se que  Asmodeu nunca irá descansar...

Se não acreditares no divino gutural...
E se conseguires livrar-se do poder do duro metal...

Ronaldo Camillo Rigante    18/09/2009

Duro metal
Adicionar legenda
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PDF

Print Friendly and PDF