terça-feira, 26 de agosto de 2014

Inebriável sensação

Inebriável sensação
Inebriável sensação... Indescritível...
O amor é a forma mais tangível de expormos a nossas fragilidades...
Êxtase...a mais profunda das sensações...
Tornamos-nos crianças...libertamo-nos das frugalidades...
Entregar-se de corpo e alma....insensato e natural...
Quando cooptamos os corações....Não há excessos...Acaba o imoral...

“Mas...onde estás, ó sensatez....
Abandonastes e me deixastes só com a insanidade....
Corpo gela....Enrubesce a tez....
Alma transcende. ..atingimos a equidade...”

Equidade onde apenas um só espírito habita...
Dois corpos em sintonia...conexão total...
O amor acalma....refrigera...calcina...
Somente o enamorado sentiu igual...

Mas amor: Por que perseguistes de forma cruel?
O que ganhastes aviltando e maculando corações?
Ganhastes o que destilando vosso fel?
Qual o motivo de criares tantas altercações?

Mas que nada...todos sabem o que é amar...
A variedade do amor é o que nos forja....
O amor é o que nos torna iguais..nivela sem distinção...
Quem pode dizer que nunca amou? Que nunca sentistes pulsar?
Sentimento inexorável...Incorruptível...Divinal...
Inebriável sensação..Afinal..Sabes realmente o que é amar?

Ronaldo Camillo Rigante – Maio de 2002

 Amor




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PDF

Print Friendly and PDF